Home

Com a Palavra

NOSSO LÍDER

-josé-cláudio-bezerra-gar

PASTORAL
05/07/2015

 

“O abraço amoroso de Deus”

 

O Arcebispo anglicano da África do Sul, Desmond Tutu, que recebeu o prêmio Nobel da Paz de 1984, em entrevista coletiva concedida em Porto Alegre, por ocasião da 9ª. Assembléia do Conselho Mundial de Igrejas fez a seguinte declaração: “No abraço amoroso de Deus cabem brancos e negros, gays e lésbicas, George Bush e Bin Laden”.

Por meio de palavras e gestos, Jesus deixou bem claro que o abraço amoroso de Deus é de fato abrangente. Ele demonstrou esse amor quando tratou de três mulheres de vida irregulares, quando entrou na casa de pecadores e por isso foi taxado de ‘amigo’ deles (Mt. 11:19). Jesus nunca precisou quebrar preconceitos, porque não os tinha.

Mas há um detalhe que Desmond não mencionou. O abraço amoroso de Deus é terapêutico, pois Jesus veio para ‘buscar e salvar o que estava perdido’ (Lc. 19:10), para tirar os que estão num ‘atoleiro de lama e pôr os seus pés sobre uma rocha (Sl. 40:2), para trazer de volta o foi parar no ‘chiqueiro de porcos’ (Lc. 15:11-32).

Sejam os negros e brancos, os pobres e ricos, os gays e as lésbicas, os corruptos, os assassinos, os viciados…, e todos os que vivem em pecado. No abraço amoroso de Deus cabe toda sorte de pecadores, para que eles sintam o calor da sua graça, da sua misericórdia e do seu amor.  Todos precisam do abraço amoroso de Deus. Ele é abrangente e possibilita a transformação de novas criaturas, através de Jesus Cristo.

Pr. Cláudio Garcia 

VISITANTES
3.595